Ações da Positivo Tecnologia desabam após oferta sair a R$6,55 por papel

Paula Arend Laier (Alpha Test Reuters)

2  MIN LEITURA

São Paulo, Brasil (Alpha Test Reuters) – A Positivo Tecnologia precificou na véspera oferta de ações a 6,55 reais por papel, movimentando o equivalente a 445,4 milhões de reais, de acordo com fato relevante disponível na Comissão de Valores Mobiliáros (CVM) nesta sexta-feira.

Nesta sexta-feira, os papéis da empresa negociados na bolsa paulista chegaram a cair 19,4%, a 6,85 reais no pior momento. Por volta de 10:35, cediam 16,12%, a 7,13 reais. O Ibovespa, que não tem as ações em sua composição, cedia 1,15%.

A oferta consistiu na distribuição pública primária de 54 milhões de novas ações, com esforços restritos de colocação, montante que foi acrescido em 35% (14 milhões) para atender excesso de demanda constatado no momento em que foi fixado o preço por ação (lote adicional).

Assim, o novo capital social da Positivo passará a ser de 742,7 milhões de reais, dividido em 141,8 milhões de ações ordinárias.

As ações emitidas no âmbito da oferta restrita passarão a ser negociadas na B3 a partir de 3 de fevereiro, com a liquidação física e financeira das ações em 4 de fevereiro.

A companhia comunicou que pretende utilizar os recursos líquidos provenientes da oferta para crescimento de contratos com instituições públicas, a expansão do negócio Positivo “as a Service” e em outras avenidas de crescimento, orgânica e/ou inorgânica, e para reforçar sua estrutura de capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.