Por que 500 milhões de abelhas morreram no Brasil em três meses?

Mais de 500 milhões de abelhas morreram no Brasil nos últimos três meses.

(Agência BBC (Alpha Test)

3 MIN LEITURA

(Alpha Test BBC) – No estado do Rio Grande do Sul, 400 milhões de abelhas mortas foram encontradas – com apicultores em quatro estados relatando as mortes em massa.

Pesquisadores culparam o uso de pesticidas – substâncias químicas que são usadas para matar pragas.

As abelhas desempenham um papel realmente importante na cadeia alimentar – com cerca de um terço dos alimentos que comemos confiando na polinização principalmente por abelhas.

Estes incluem frutas e legumes, como abacates, brócolis e cerejas.

FOTO: Abelha polinizando CRÉDITO: Unsplash

O que aconteceu com as abelhas brasileiras?

A principal causa de morte para estas abelhas tem sido o uso de pesticidas contendo produtos que são proibidos na Europa, como os neonicotinóides e o fipronil.

A UE impôs uma proibição quase total aos neonicotinóides em abril passado, devido ao grave dano que poderia causar às abelhas.

Mas no mesmo ano o Brasil suspendeu as restrições aos pesticidas – apesar da oposição de ambientalistas que o chamaram de “pacote de veneno”.

O uso de agrotóxicos no Brasil aumentou, segundo o Greenpeace, com 193 produtos contendo produtos químicos proibidos na UE sendo registrados no Brasil nos últimos três anos.

O país usa pesticidas porque sua economia é tão dependente da agricultura.

FOTO: ABelha polinizando : CRÉDITO: Unsplash

Qual é a história globalmente?


As coisas não parecem boas para as abelhas ao redor do mundo.

Nos Estados Unidos, os apicultores perderam quatro em cada 10 de suas colônias de abelhas no ano passado, tornando-se o pior inverno já registrado.

Na Rússia, 20 regiões relataram mortes em massa por abelhas, com autoridades também alertando que isso poderia significar que 20% a menos de mel seria produzido.

Pelo menos um milhão de abelhas morreram na África do Sul em novembro de 2018, com o fipronil sendo culpado.

E países como Canadá, México, Argentina e Turquia também registraram mortes em massa de abelhas nos últimos 18 meses.

Como as abelhas podem ser ajudadas?

A World Wildlife Foundation diz que as terras não utilizadas que antes eram usadas para o desenvolvimento deveriam ser gerenciadas para melhor salvaguardar as populações de abelhas.

Acrescenta que com a maior urbanização acontecendo, espaços verdes mais urbanos devem ser desenvolvidos para proteger as abelhas.

Alguns pesquisadores dizem que a agricultura e a jardinagem amigáveis ​​à vida selvagem – como a criação de fragmentos de plantas silvestres e ervas daninhas para incentivar os insetos polinizadores – podem ter um impacto positivo.

Seu jardim pode ajudar também, já que as plantas em crescimento encorajam as abelhas a polinizar – e deixar a grama crescer mais também dá às abelhas mais abrigo.

Para as abelhas cansadas, a Buglife, uma instituição de caridade da vida silvestre, diz que as pessoas devem colocá-las em flores, onde elas podem encontrar néctar que contenha os nutrientes de que precisam – mas a água com açúcar pode ser mais controversa.

Você também pode criar um banho de abelha – que está enchendo um pequeno prato com água e pedras – que permitirá que as abelhas pousem na pedra para beber água.

E muitos grupos ambientais, como o Greenpeace e o Friends of the Earth, dizem que a proibição de pesticidas nocivos é vital para impedir que as abelhas morram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.