Pesquisas indicam disputa apertada por Madri em eleições locais

Joan Faus (Reuters) (Alpha Test)

3 MIN LEITURA

Madrid, Espanha (Reuters) – As disputas para controlar a capital espanhola e a região em torno de Madri nas eleições do próximo domingo parecem ainda em aberto, segundo duas pesquisas.

A batalha por Madri, a região mais poderosa da Espanha, reflete a crescente fragmentação política do país, marcada pelo retorno dos socialistas e por uma batalha entre três partidos de direita após o surgimento do Vox, de extrema-direita.

O Mas Madri, de extrema-esquerda, parece destinado a manter a prefeitura da capital, mas pesquisas nos jornais El País e ABC sugeriram que Manuela Carmena, atual prefeita de Madri, precisaria trabalhar com os socialistas para formar a maioria.

O Ciudadanos, de centro-direita, com 20% dos votos, ultrapassaria o conservador Partido do Povo (PP) como a principal legenda da oposição. E uma coalizão do Ciudadanos com PP e Vox deixaria o trio a um ou dois assentos da maioria, de acordo com sondagem do El País.

A pesquisa do ABC mostrou que o Vox perderia metade do apoio que recebeu em Madri nas eleições nacionais da Espanha em abril, reduzindo para 6,8%.

Na corrida regional, a pesquisa do ABC projeta quase um empate entre uma coalizão de três partidos de esquerda e outra dos três grupos conservadores, com uma pequena vantagem dos últimos, embora os socialistas recebam a maioria dos votos.

O PP tem governado a região de Madri desde 1995 e se manter no poder é um teste fundamental para o partido após as eleições nacionais de abril, nas quais obteve seus piores resultados já registrados no Parlamento espanhol.

A eleição em Madri será realizada no mesmo dia em que a Espanha votará para eleger 54 membros para o Parlamento Europeu.

Os socialistas devem receber o maior número de votos, com uma vantagem de 10 pontos percentuais à frente do PP, de acordo com uma pesquisa publicada no sábado pelo El País. Na eleição nacional do mês passado, os socialistas venceram com uma diferença de 12 pontos.