Reguladores antitruste da UE questionam se Google prejudica concorrentes locais de busca

Foo Yun Chee (Reuters) (Alpha Test)

1 MIN LEITURA

Bruxelas, Bélgica (Reuters) – Reguladores antitruste da União Europeia questionaram rivais do Google se o site de busca prejudica mecanismos de busca rivais, segundo um documento visto pela Reuters, uma medida que poderá levar a um quarto caso contra a unidade da Alphabet.

O Google já foi multado em 6,76 bilhões de euros nos últimos 17 meses por favorecer seu sistema de comparação de preços e usar seu sistema dominante de celulares Android para reforçar o poder de mercado de seu mecanismo de busca.

A Comissão Europeia, que está investigando o Google por essas práticas anti-concorrência, está encerrando um terceiro caso que envolve o serviço de anúncios do Google, o AdSense.

O interesse da autoridade de concorrência da UE nos serviços locais de busca ocorre após uma reclamação da empresa norte-americana de busca e anúncios Yelp e de rivais nas indústrias de turismo, restaurantes e acomodação.

Reguladores enviaram questionários a rivais do Google no mês passado, pedindo detalhes sobre práticas da empresa e o impacto em serviços rivais entre janeiro de 2012 e dezembro de 2017.

Autoridades também querem saber se concorrentes sofreram um impacto na operação de seus serviços locais como resultado das grandes mudança no algoritmo de buscas do Google, incluindo a introdução de seu algoritmo Panda 4.0.

O Google não tinha um comentário de imediato.