Startups brasileiras decolam com Criptomoedas

(Alpha Test)  Combinando os mundos do crowdfunding, cryptocurrency e a idéia de participação dos usuários nos lucros, a Prosperity Games, uma startup brasileira, está abrindo uma nova trilha no mundo da criptografia com a criação de uma nova alt-coin em conjunto com um novo título.

A venda de Prosperity Coins não apenas financiará o desenvolvimento do novo jogo de batalha baseado em turnos, Full Metal Wars, mas também se transformará na moeda do jogo, ao mesmo tempo em que oferecerá um dividendo de lucro para aqueles que a detêm com base no sucesso financeiro do jogo em si.

Permitir que os usuários invistam em um novo título de jogos não é novidade em si, mas a idéia de que a emoção e o suporte que um usuário pode oferecer a um novo jogo com uma participação financeira no sucesso do jogo é uma característica motivadora.

A América do Sul, um continente com uma população de 387 milhões, até agora desempenhou um papel menor no desenvolvimento do ecossistema global de criptomoedas.

Apesar de ter enormes segmentos da sociedade sub-bancarizadas, o bitcoin e criptomoedas semelhantes ainda não conseguiram decolar.

Vale do Silício da América Latina

No entanto, agora com um cenário tecnológico crescente e uma área como Campina Grande sendo apelidada de “Vale do Silício da América do Sul”, soluções inovadoras de criptografia estão começando a emergir da região. No caso dos 200 milhões de cidadãos brasileiros, um fator motivador é a instabilidade da moeda fiduciária do país, o Real, e níveis historicamente altos de tributação em moeda estrangeira, que ficaram em 6% até o governo baixar a taxa no ano passado em uma tentativa para aumentar o investimento estrangeiro direto no país.